Lojinha no ar!

Agora as ilustrações lindas do Antonio estão à venda!

Para saber como funciona a compra nos envie um email para contato@coletivoarquitetura.com com seu CEP e o nome das aquarelas que deseja comprar. Te responderemos com todas as informações.

 

Paçoca R$ 75,00

Tamanho A4, papel telado, aquarela e nanquin.

LxA= 29,7 x 21

pacoca

Peito Aberto R$ 95,00

Tamanho A4, papel telado, aquarela e nanquin.

LxA= 29,7 x 21

peitoaberto

Puta-Poeta R$ 105,00 VENDIDO

Tamanho personalizado, papel aquarela, aquarela, nanquin

LxA= 24 x 11

putapoeta

Pantufa R$ 125,00

Papel aquarela, aquarela, nanquin

LXA= 24 x 28,8

pantufa

Robô Dinossauro R$ 100,00

Papel aquarela, aquarela, nanquin

LXA= 32 x 24

robodinossauro

UTI R$ 135,00

Tamanho A4, papel telado, aquarela e nanquin.

LxA= 21 x 29,7

uti

Óculos R$ R$ 85,00 VENDIDO

Tamanho personalizado, papel telado, aquarela e nanquin.

LxA= 19,2 x 15,4

Cópia de oculos

Eletro R$ 95,00

Tamanho A4, papel telado, aquarela e nanquin.

LxA= 29,7 x 21

eletro

Esqueleto R$ 115,00 VENDIDO

Tamanho personalizado, papel telado, aquarela.

LxA= 21 x 23

esqueleto

Chuva R$ 105,00

Tamanho personalizado, papel telado, aquarela, nanquin e caneta.

LxA= 21 x 26,2

chuva

Bandeirinhas R$ 100,00 VENDIDO

Tamanho personalizado, papel telado, aquarela, nanquin e caneta.

LxA= 29,7 x 17,50

bandeirinhas

Flor R$ 125,00

Tamanho A4, papel telado, aquarela e nanquin.

LxA= 29,7 x 21

flor

Amor R$ 145,00 VENDIDO

Tamanho personalizado, papel aquarela, aquarela, nanquin e caneta.

LxA= 21 x 24

amor

Órgão R$ 145,00

Tamanho A4, papel telado, aquarela.

LxA= 29,7 x 21

orgao

Coração R$ 125,00 VENDIDO

Tamanho personalizado, papel telado, aquarela, nanquin.

LxA= 24 x 21

coracao

Voltando a ser criança

Inspiração do dia, ao meio dia… voltando a ser criança ao som de Sigur Rós.

Sigur Rós – Hoppípolla

 

sp-arte

Começa essa semana a sp-arte, feira que reúne galerias do mundo todo num único local.

É uma ótima oportunidade para conhecer novos artistas e por que não começar a sua coleção de arte. O legal é que tem opções de todos os preços e gostos.

 

Onde: Prédio da Bienal, Parque do Ibitapuera

Quando: 4 a 7 de Abril

Quanto: R$ 30,00 – R$ 15,00 (meia entrada)

Mais informações: sp-arte

Postado por: Tatiana

 

p.s. e pra quem gosta de fotografar eles autorizam fotos, sem uso de flash, eu amo fotografar o prédio da Bienal nos mais diversos eventos ;-)

 

Architecture D’aujourd’hui e Le Corbusier

A revista Architecture D’aujourd’hui produziu com o cineasta belga Pierre Chenal 3 filmes para promover a moderna arquitetura francesa pela Europa em 1930.

Um desses filmes mostra algumas obras de Le Corbusier com o próprio em algumas cenas. Para mais informações acesse aqui e aqui.

 

Postado por: Tatiana

Curso Sustentabilidade na Arquitetura

Curso incrível que será ministrado na Fundação Vanzolini no dia 07 de março sobre arquitetura sustentável. Sem ser careta, sem querer pregar a politicagem correta, o curso flerta com o saber consciente enquanto postura de pensar o mundo de um jeito um pouco maior do que nosso próprio umbigo.

Projeto Céu Guarulhos, das geniais arquitetas Mirtes Luciani e Vera Luz que ministrará o curso.

Fundação Vanzolini.

Postado por: Antonio

Ai Wei wei nos fez entrar no museu descalços

Taícia: vamos escrever Ai Wei Wei hoje a noite? Proposta experimental: on line, você manda uma frase, me inspira e eu respondo com outra frase…e assim vamos. No final temos um texto de frases… Vou mandar a 1a frase, aí quando vc entrar aqui vc escreve a sua e vamo ve o que rola

“Ai Wei Wei nos fez entrar no museu descalços.”

 

Antonio: tiramos o tenis, nos despindo exatamente do que corta nossa ligação com o chão. que era gelado, que fez a gente deslizar como criança e que nos botou, frente a frente, com verdades nuas como agora nossos pés estavam.

 

Taícia: e você é tão foda que eu não posso escrever mais nada depois…. e assim ficamos: eu com o título, o tema e você com a poesia concreta dos pés descalços no museu. tira foto do seu pé que eu tiro do meu, descalços

 

Antonio: combinado! vou cortar a unha antes! rararararara

 

Taícia: hahahaha

 

Antonio: meu pé ja é um horror, com a unha grande seria o desastre! rararararara

 

Taícia: hahaha eu não posso cortar a minha joanete fora. hahaha

 

Antonio: rararararararararara

 

Taícia: Coloquei o selo da exposiçao na joanete pra camuflar hehehhe.. vc posta? beijos

Antonio: rararararararararara. ai, quero o selo mas acho que perdi o meu. AMEI a foto… e posto sim, mas a gente posta só aquele textinho com as fotos? bjbj

Taícia: Sim. E vc acha que depois de voce escrever aquilo a gente precisa de mais alguma palavra? Ja deu uns tabefe em todo mundo e mandou pra exposicao. eu nem consegui pensar depois que te li. Ps: copia o selo do meu e põe no seu :). Beijo

 

E é assim: ela manda e eu obedeço. E quem não for à exposição, tomará uns tabefes. Meus e dela. (e eu fiz meu selo).

 

Ai Weiwei | MIS – Museu da Imagem e do Som

Até 14 de abril de 2013

terça a sexta 12-21, sábado, domingo e feriado 11-20

 

postado por Taícia e Antonio

Inspiração do Dia: Volta às aulas

Fonte: Feilden Fowles

Postado por: Tatiana

inspiração do dia

Porque o que a gente precisa, às vezes, é de apenas um pouco de cor.

Postado por: Antonio

Sangue, ossos & manteiga

Toda vez que termino um livro a primeira palavra que me vem à cabeça talvez seja essa mesma, terminei. Porque deixo de te-lo em páginas. Aquelas páginas que tomaram chuva, que receberam uns grifos meus, que pesaram na minha mochila por dias. Aquelas páginas brancas-amarelas com letras terminaram. Fim. Está lá, escrito fim nas páginas agora amassadas, borradas, machucadas. O livro termina em páginas mas agora estão em mim. Inteiras. Todas elas, com chuva, com risco, com peso. Todas. Em. Mim.

E foi exatamente isso o que escrevi logo em seguida do fim do livro que tinha acabado de terminar de ler. Foi no meu caderninho, dentro do ônibus com a letra trêmula da irregularidade do combo rua esburacada-ônibus capenga que eu escrevi isso. E foi ela, Gabrielle Hamilton a responsável. Ela e seu Sangue, Ossos & Manteiga. Ela escreveu sobre sua vida, seus sabores e eu fui devorando cada palavra, cada coisa linda que li ali, naquelas páginas. Eu costumo fazer de grandes mulheres que sabem contar suas histórias minhas musas e ela entrou para a lista. Porque ela cita Jo Carson (“cuidado com o que você aprende a fazer bem, porque é o que vai fazer pelo resto da vida”) e escreve petardos maravilhosos como esse: “gosto de sentir a rotina me ancorando, não me algemando. O que adoro nos italianos é exatamente o que eu também não gosto: a incrível fixação da rotina, da tradição, a conservação quase patológica do hábito (…). Foi assim que países mais antigos que o nosso se tornaram tão ricos em tradições. Repetição. Séculos de repetição.”

Grande garota.

Postado por: Antonio

arquitetos de a a z

O video me lembra aqueles cartões que a gente abre e, ao abrir, um mundo espacial se apresenta. São planos que viram volumes, cores e formas. E eu vou abrindo e fechando e vendo o quão lindo é esse movimento de se criar espaço. E ele vai de A a Z e em um minuto e trinta e oito segundos vai percorrendo por arquitetos que tanto fazem a gente acreditar no deus-espaço.

Postado por: Antonio