Gerhard Richter,

artista alemão, nascido em 1932. Sim, 80 anos do ofício de produzir e borrar telas, colocando a tinta para dançar revelando seu processo construtivo num ato de subtração dessa matéria por e com uma grande régua de madeira. Ora abstrata, ora figurativa, ora com o movimento da tinta ora com o desfoque contemporâneo do pixel, Richter vai mapeando o ato individual do artista e o ato do observador como um gesto do vir a ser, levando o inesperado ao mais alto grau de sublime magnitude.

 

Imagens: Reprodução

Postado por: Antonio



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *