On the Road

Porque nada é mais legal do que andar. E porque chegar lá não tem relação nenhuma (ou pouca, muito pouca relação) com o lugar da chegada, mas com o ir em si. E o filme é lindo. Lindo porque te toca daquele jeito quente que queima e arde por dentro, daquele jeito doido que te faz querer andar, sem rumo mas com direção.

E eu queria ser Sal para mim. E queria ser Dean para outros Sals.

Postado por: Antonio



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *